Brincando e guardando

Posted by: Corre Cutia

A forma de brincar das crianças vai variando à medida que ela vai crescendo e se desenvolvendo. Por volta dos 2 anos, o conteúdo da brincadeira já se torna mais diversificado: brincar de “faz de conta” começa a liderar as preferências e o tempo de brincadeira fica mais longo e autônomo. A criança adquire maior capacidade de concentração, conseguindo focar-se em uma atividade, por períodos de tempo mais longos. A partir desta época, conseguirá intercalar períodos de brincadeira inteiramente dedicados à seu filho, mas também terá algum tempo para dedicar-se a você.

Nesta etapa do seu desenvolvimento, a criança adora participar de brincadeiras que envolvam muitos “materiais”, transformando os utensílios do dia-a-dia em cenários da sua brincadeira! O cobertor passa a ser uma caverna, a caixa de sapatos dá vida à garagem dos seus carrinhos, as panelas e tampas da cozinha servem de tambores e instrumentos outros. Tudo isto muito bem integrado com brinquedos “de verdade”, que já tinham audiência garantida. Mas com essa autonomia e distração com as brincadeiras, é natural que a criança faça a maior bagunça! As coisas ficam espalhadas pelo chão e pela casa, nada mais está em seu lugar! E a hora de arrumar? Muitos pais vão partilhando as brincadeiras e depois, por vezes, vendo a preguiça dos filhos em arrumar os brinquedos, acabando fazendo tudo sozinhos depois. Isso sem falar que nas situações que, mesmo em avançada hora, as crianças resistem em parar de brincar!

Bem… nesta hora é que você tem que lidar com as birras e choramingos. A boa notícia é que pode tornar esse momento da arrumação mais fácil, transformando-o também num momento de alegre brincadeira. Após a construção de um quebra-cabeça, por exemplo, poderá ajudar a criança a separar novamente as peças e a arrumá-las dentro da caixa. Por exemplo: a cada peça desmontada e guardada na caixa, pode estipular um barulho diferente! E, ao terminar, bata palmas e faça barulhos. Para guardar os bonequinhos em suas caixas, despeça-se de cada um deles de forma entusiasta. Adeus soldado! Dorme bem bombeiro! Bons sonhos mocinha! Descubram formas diferentes e interessantes de deixar tudo arrumado depois da diversão. Animação, mesmo na hora de arrumar… E sem dramas! Boas brincadeiras e boas arrumações!

 

junea chiari

 

Dra. Júnea Chiari é psiquiatra e sócia da Oficina de Psicologia Brasil. Além das consultas, a instituição se esforça para levar a todos os conhecimentos para irem construindo uma boa saúde psicológica – estão presentes, todos os dias, nos mais variados espaços online e offline, para partilhar dicas, sugestões, textos, reflexões e motivações diversas para que todos possam ir construindo as bases do seu próprio bem-estar. Saiba mais em http://oficinadepsicologia.com/

Leave a Reply

Espaço Corre Cutia